João Branco

E-mail remetido por Homero Fonseca ao crítico de cinema Kleber Mendonça, com cópia para este SP.

Camarada,

A meninada da minha geração, frequentadora das matinês de cinema, costumava designar o bandido-mor dos filmes de faroeste de João Branco. Era um equívoco, claro, pois o coitado era apenas o autor das legendas. Na realidade, o vilão recorrente dos bang-bangs (espécie de José Legoy hollywoodiano|) era um ator chamado Roy Barcroft.

Bem, estou empenhado em fazer um documentário sobre essa história maravilhosa.

E pergunto se podes me ajudar de alguma forma, com qualquer informação, comentário etc. Principalmente se tens alguma ideia sobre como eu poderia localizar o próprio João Branco (se estiver vivo, por pressupuesto) ou alguém que trabalhou com ele, algum parente.

Qual a empresa que fazia as legendas? Onde ficava (Rio ou Sampa)? Ainda existe?

Qualquer fiapo de informação me será valiosa, creia-me.

Forte abraço.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo