José de Castro lança “Apenas Palavras” sábado, na Nobel

“Apenas Palavras” é o novo livro do escritor José de Castro, que tem orelha de João Andrade, prefácio de Thiago Gonzaga e contracapa de Paulo de Tarso Correia de Melo. O lançamento será realizado sábado, dia 1º, a partir das 17 horas, na Livraria Nobel (Av. Salgado Filho, próximo ao Midway.) Todos convidados.

Abaixo texto do escritor Aluísio Azevedo Júnior, publicado no Facebook, sobre o livro de José de Castro:

APENAS, E TANTO

Sagrada seja a palavra (que o descreve), Poeta.
Tão disfarçada, fingida, que não-sendo é. Bendita a sua flor mais perfeita, sem forma, sem jarro. Seu poema-pão dissimulado, quase esmolado, numa porta qualquer.
Que me venham seus versos despetalados.
Bocas banguelas e sorridentes. Rimas perfeitas, imperfeitas, ou inexistentes.
Quero ficar sem floreios adjetivos, só por hoje. Tudo bem que pareça inofensivo o que pode me matar.
Sei que há tempos e tempos. Tempo de partir e de chegar. Tempo acalmado, cavalgado, faiscado, ligeiro.
Seus poemas talvez sejam ´”relampos”, sejam partes, sejam inteiros. Carregam-se de luas e sóis, de fases a girar, de outonos peregrinos. Como dizem os mineiros, carregam um tantinho de tudo: são poéticos, líricos, navegantes, femininos. Pequenos grãos de areia, soprados ao vento.
Que me venha sua poesia alada, límpida, livre, solta, avoada.

(Ao mestre-poeta José Castro, uma resenha do seu novo trabalho “Apenas Palavras”, que acabei de ler)

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. Aluísio Azevedo 29 de julho de 2015 20:39

    Sábado tem espetáculo no palco literário da Nobel. Tem poeta, tem artista da palavra.
    O mestre-poeta José de Castro e seu novo trabalho. Imperdível.

  2. José de Castro 29 de julho de 2015 10:37

    Grato pela divulgação, amigo Tácito Costa. A resenha poética do Aluísio Azevedo Júnior encaixou-se bem aqui.
    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo