Jovens Escribas criam selo para publicação de HQs

Dias atrás levantei a bola da Editora Tribo, de publicações alternativas. O colega jornalista Fábio Farias comentou do trabalho abnegado da galera, sem qualquer incentivo público. O Jovens Escribas é assim também. Aqui e acolá recebem um apoio para uma ação maior. Mas fundamentalmente são independentes, articulados ao movimento de escritores mais moderninhos e, como bons publicitários, muito criativos. Julgo o Ação Leitura o evento literário mais produtivo do Estado. Claro, as feiras e festivais respeitam seus formatos de debates. E o Ação Leitura busca a formação de leitores no berço: as escolas. Além da publicação de dezenas de bons livros, os já nem tão jovens assim inventam um selo para publicação de Quadrinhos. E para celebrar a nova iniciativa irão promover uma programação bacana, com convidados idem. Tem matéria no Portal Noar, AQUI.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo