Kafka

Uma leitura da Carta ao pai. Largando o pai, de quem se queixa, a quem recrimina, Kafka teria de confrontar-se, sozinho e sem álibis.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 20 =

ao topo