Kuarup – A última viagem de Orlando Villas Boas

Publicado originalmente no blog http://www.macariocampos.blogspot.com

Mais do que uma homenagem a Orlando Villas Bôas e seus irmãos esta exposição é uma bela maneira de relembrar, e mostrar aos jovens a importância do trabalho por eles realizado, tanto que Orlando foi indicado duas vezes ao Prêmio Nobel da Paz por Julian Huxlei e Claude Lévi-Strauss.

Se não fosse o trabalho de toda a vida dos irmãos Villa-Boas, hoje na divisa do Planalto Central com a Amazônia teríamos um deserto, com a terra exaurida por pastagens e plantações de soja ou cana de açúcar.

Contrariando interesses dos militares e dos grilheiros latifundiários, criaram o Parque Indígena do Xingú, onde mais que integrar os índios, preocuparam-se em preservar a cultura, o modo de vida e o idioma dos verdadeiros donos da terra.

Hoje já é possível avaliarmos os resultados deste trabalho, que em grande parte foi realizado na minha geração, mas penso que o verdadeiro reconhecimento virá no futuro onde os cidadãos do mundo poderão contar com um verdadeiros tesouros, que serão os Parques Nacionais Indígenas, criados pela inspiração destes verdadeiros heróis da humanidade.

A mostra é um documentário do Kuarup feito em homenagem a Orlando Villas Bôas pelos índios da reserva em 2003 logo após sua morte, exibido em uma réplica de oca onde estão as fotos de Renato Soares da cerimônia, tem também fotos dos momentos principais de sua vida e os objetos pessoais de Orlando.

Abaixo das imagens, em alta definição, fornecidas pela divulgação, o “press-realese” da Caixa Cultural.




CAIXA CULTURAL SÃO PAULO APRESENTA KUARUP – A ÚLTIMA VIAGEM DE ORLANDO VILLAS BÔAS
Exposição resgata sociedade Xingu por meio da memória de Orlando Villas Bôas e lança uma percepção que foge dos estigmas ligados à cultura indígena
Boa parte da sabedoria e experiência adquirida pelo sertanista Orlando Villas Bôas será transmitida ao visitante da exposição Kuarup – A Última Viagem de Orlando Villas Bôas, que acontece primeiramente na Caixa Cultural São Paulo (Sé), dos dias 13 de março a 11 de abril de 2010 e depois segue para Rio de Janeiro e Brasília (patrocínio Petrobrás), e Curitiba e Salvador (patrocínio CAIXA).
Com curadoria de Denise Carvalho, Gilberto Maringoni e Noel Villas Bôas, a intenção é mostrar a cultura indígena do Alto-Xingu, na qual não só Orlando, como também os seus irmãos Cláudio e Leonardo Villas Bôas, tiveram período de imersão intenso em sua cultura e sociedade. Contrariando concepções equivocadas, eles identificaram ali uma sociedade equilibrada, estável, erguida sobre sólidos princípios morais, onde o comportamento ético sustentava uma organização tribal harmônica.
Na exposição, o visitante é convidado a desbravar esses costumes, sobretudo a maneira como encaravam a morte. Isso acontecerá por meio do olhar sensível de Renato Soares, que captou uma série de fotos do ritual de homenagem aos mortos ilustres indígenas, o Kuarup, feito especialmente para Orlando em 2003. A mostra ainda reúne mapas, textos explicativos, retratos antigos e utensílios pessoais do sertanista.
Quatro espaços distintos foram pensados para a concepção cenográfica. Na primeira sala, a biografia de Orlando é representada por fotos pessoais, além de agrupar mapas e textos explicativos. A segunda parte reúne objetos pessoais. Em seguida o visitante é levado a um ambiente multimídia com vídeos sobre o Kuarup. Para finalizar, uma oca em estilo Xingu foi montada na última e principal sala, onde são exibidas as 34 fotografias de Renato Soares.
A importância de Orlando e seus irmãos no contato do homem “branco” com os indígenas é inegável. Eles tiveram papel fundamental na implantação de políticas de proteção à saúde e à cultura locais. Tal luta pelos direitos indígenas a uma cultura própria representou uma verdadeira ruptura intelectual e política e, acima de tudo, o reconhecimento das comunidades indígenas envolvidas.
Por esses motivos, o Kuarup feito em homenagem a Orlando foi a maior honraria que um caraíba (homem branco) poderia receber. Mais de dois mil índios vindos de diversas regiões se concentraram na aldeia Yawalapiti para celebrar o que eles mesmos consideraram o maior Kuarup já realizado na região. Com a mostra, os habitantes das grandes cidades se aproximarão da relevância e força dessa cerimônia.
Ficha Técnica:
Curadoria: Denise Carvalho, Gilberto Maringoni e Noel Villas Bôas
Produção: Aori Produções
Projeto: Zíngara Produções
Fotografia: Renato Soares
Cenário: Juliana Augusta Vieira
SERVIÇO:
Exposição: Kuarup – A Última Viagem de Orlando Villas Bôas
Abertura para convidados e imprensa:
dia 13 de março de 2010, às 11h
Visitação:
13 de março a 11 de abril de 2010
Local: CAIXA CULTURAL São Paulo – Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo (SP) – Galerias Octogonal e Florisbela
Horários: De terça-feira a domingo, das 9 às 21h.
Informações: (11) 3321-4400
Acesso para pessoas com necessidades especiais
Entrada: franca
Recomendação etária: livre
Patrocínio:
Petrobrás
Apoio: Caixa Cultural São Paulo

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo