Laguardia: um fazedor de sonhos e de filmes

Paulo Laguardia não cansa. Nem de fazer filmes nem de levar “fora” em editais ou possíveis patrocinadores de seus inúmeros projetos. Já bancou do bolso alguns deles. Ou quase todos eles. Assisti dois de seus documentários: ‘Cais do Sertão’, sobre o bairro do Alecrim, e o belíssimo ‘O voo silenciado do Jucurutu’, sobre a vida e a obra da cineasta Jussara Queiroz.

Hoje, este blog publicou o resultado do edital Cine Natal 2014. E um dos filmes de Laguardia ficou apenas na suplência. Foi o ‘Sebo Vermelho, o Cantão de Abimael’. Não vi. Não opino. E, claro, há uma comissão competente para julgar o processo. Só lamento um fazedor de filmes como Laguardia bater mais uma vez com a cara na porta. E também pelo próprio Abimael e seu Sebo Vermelho, que merecia toda a visibilidade.

No momento, Laguardia tem pelo menos quatro filmes prontos ou adiantados à espera de recursos. Quatro! ‘Assis Marinho, Vida e Obra’, claro, sobre a vida e obra de um dos maiores artistas plásticos da história de Natal e dono de uma trajetória pessoal riquíssima para um documentário. O filme tem 15 minutos, filmado por Laguardia e Adriana Amorim. Esse e os outros três documentários foram feitos em parceria com a Casu Filmes.

‘Caminhos do Lixo’ foi o único doc potiguar selecionado no Filma Brasil – um concurso nacional de roteiros -, ficando em quarto lugar. O filme apresenta os destinos possíveis do lixo descartado, adotando uma garrafa de água como norteador de situações comuns às cidades brasileiras. Agora, o roteiro passou por atualização e cresceu em duração e conteúdo.

‘De pé no chão também se aprende a ler’ chegou com novo roteiro ao Cine Natal 2014, mas não papou nada. O doc trata da cruzada contra o analfabetismo noa década de 60 e mostra a primeira aplicação prática do método Paulo Freire, na cidade do Natal, ainda no a gestão do prefeito Djalma Maranhão. Um marco nacional!

E o já comentado ‘Sebo Vermelho, o Cantão de Abimael’. Detalhe: esse roteiro nasceu em 2009, quando o filme participou do Prêmio William Cobbett, primeira e até hoje única iniciativa na área do audiovisual promovida pelo governo estadual. E ainda espera dinheiro para promoção do doc. É bem o retrato do audiovisual potiguar. É bem o retrato de sonhos e de filmes de Laguardia.

foto: Marcelo Barreto

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 − quatro =

ao topo