Lâmina

Marize Castro

Nos teus infinitos
me equilibro.

Aporto
tensa
nesse olhar
e me preservo
em qualquer cais
refletida
na lâmina fina
que em meus pulsos
jaz.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 5 comentários para esta postagem
  1. Oreny Júnior 10 de março de 2011 21:00

    João, meu amigo
    Minha mãe, sua tia está no sono dos deuses, rolando a pedra de sísifo, tentando chegar no olimpo…
    Abs

  2. chico m guedes 10 de março de 2011 19:26

    bah! merci, João

  3. João da Mata 10 de março de 2011 16:25

    Oreny, meu amigo

    Como vai minha querida Tia Zefa.
    Espero conforto para a família e
    que ela se recupere dessa.

  4. Oreny Júnior 10 de março de 2011 15:45

    …crepons, marfins…

  5. Eliane Dantas 10 de março de 2011 13:41

    Definitiva. Certeira. Poeta. Marize.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo