Lei Câmara Cascudo aprova Festival Gastronômico de Pipa e outros seis projetos

Dois projetos de música, um na categoria ‘tradições populares e música’, outro de ‘artes cênicas e música’, um de museus e um de artes plásticas formam a leva de projetos aprovados na Lei Câmara Cascudo publicado no último sábado. O projeto de literatura ‘Um olhar sobre a arte e a cultura do RN’, proposto por Antônio Milton Silveira, no valor de R$ 119 mil, foi indeferido.

Seguem os projetos aprovados:

– 10º Festival Cultural e Gastronômico de Pipa (proponente: Alexandre Barros – R$ 249 mil)
– Forró nas Feiras (proponente: Ricardo Nelson – R$ 215,5 mil)
– Memória Viva (proponente: Fundação José Alves Ferreira Filho – R$ 95 mil)
– A Ponta (proponente: Gilmar Ferreira Garcia – R$ 76,3 mil)
– Cultura e Luz (proponente: Yuri Dantas – R$ 72,6 mil)
– Máquina Para Ícaro (proponente: Cia. Cênica Ventura – R$ 86,6 mil)
– Oficinas da Ilha (proponente: Bruna Pereira da Silva – R$ 131,3 mil)

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =

ao topo