Lenine e Guimarães Rosa

Lenine é um dos maiores compositores da atual MPB e flerta com a nossa grande literatura. Para Guimarães Rosa “Amor vem de Amor”. Lenine escreveu uma bela canção cujo título é “Amor é para quem ama” e termina com uma outra citação roseana “Qualquer amor já é /Um pouquinho de Saúde / Um descanso na Loucura”

Não sei se o amor é descanso, calmaria ou tempestade. O amor é o amor, a mais grandiosa matéria da vida. A chama que arde e queima. Não existe amor sem amor, disse o poeta Guimarães e Lenine Cantou. Nada de novo nesse coração bobo. O amor é triste. O amor é o fim de ano. É esse fingimento. O amor viaja. Sente saudade. Tudo passa essa é verdade. Você também passou. Não fosse o amor não existiria literatura e não estaria repetindo essa mesma cantilena.

Amor é pra quem ama / Lenine

Qualquer amor já é
Um pouquinho de saúde
Um montão de claridade
Contribuição
Pra cura dos problemas da cidade
Qualquer amor que vem
Desse vagabundo e bobo
Coração atrapalhado
Procurando o Endereço
De outro coração fechado
Amor é pra quem ama
Amor matéria-prima
A chama
O sumo
A soma
O tema
Amor é pra quem vive
Amor que não prescreve
Eterno
Terno
Pleno
Insano
Luz do sol da noite escura
“Qualquer amor já é
Um pouquinho de Saúde
Um descanso na Loucura”

Ouça aqui:

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 19 =

ao topo