Lira Neto, sobre “Padre Cícero…”

lira neto— É uma história mirabolante. Parece ter saído da cabeça de um ficcionista em estado de delírio. Se essa história fosse um romance, provavelmente o autor seria acusado de pecar pela ausência de verossimilhança. É inacreditável que isso tenha ocorrido da forma que ocorreu e há tão pouco tempo — completa Lira Neto, explicando que foi por isso que escolheu como epígrafe para o livro a frase de Gay Talese: “Há muito acredito que o realismo é fantástico”.

aqui

ao topo