Livro aborda temas para entender o Brasil

RIO – Atribui-se a Antonio Carlos Jobim a declaração, um tanto definitiva, de que “o Brasil não é para principiantes”. Se tiver sido mesmo dele a frase, Tom traduziu, com uma sábia simplicidade, a vocação de um país que se vê como um mistério a decifrar, uma teia inesgotável de contradições, uma soma de mitos e tensões – um enigma, enfim. Essa fixação pela ideia de que somos um país em busca de uma interpretação para si aparece de maneira explícita no livro Um enigma chamado Brasil: 29 intérpretes e um país, organizado pelo sociólogo André Botelho e pela antropóloga Lilia Moritz Schwarcz e publicado pela Companhia das Letras. E a convicção da dificuldade crônica de compreender este “enigma” é reforçada não só pela citação a Tom Jobim, como epígrafe e conclusão dos organizadores, mas sobretudo pela pretensão didática. Rodrigo de Almeida, Jornal do Brasil

aqui

Go to TOP