Livros e pirataria

A FSP de hoje (AQUI) publica uma boa matéria sobre o aumento da pirataria envolvendo livros. O setor começa a passar por processo muito parecido com o que ocorreu com o mercado de músicas e filmes. Na minha opinião, as editoras estão cometendo o mesmo equívoco do setor de filmes e músicas, que é buscar criminalizar os usuários. Definitivamente, não é por aí. Quer dizer, não aprenderam nada com o que aconteceu nos outros segmentos similares. Basta ler as declarações do pessoal da área ouvido na reportagem. Nenhuma idéia nova para enfrentar o inexorável. Vão dançar, não tenho dúvidas. O tamanho do impacto das mudanças será sentido em pouco tempo. As editoras deveriam acordar enquanto é tempo.

ao topo