Livros revisitam a vida e o pensamento de Michel Foucault

Por Luciano Trigo

O pensamento também segue modas. Determinados autores viram coqueluche num determinado momento, ultrapassando os muros da academia, e depois são como que catalogados e estocados numa prateleira qualquer do supermercado das ideias (quando não esquecidos: por exemplo, Jean-Paul Sartre, nome inescapável nos anos 60, é hoje, desconfio, pouquíssimo lido).

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =

ao topo