LUAS…

Oreny Júnior

às luas
que partiram
pálidas de cor
paridas de dor
luas partidas
em míngua
nova
crescente dor
luas que levaram
na língua
o desejo
no peito
meu pranto
das tantas que se foram
e das tontas que
ainda hão de vir
que sejam breves
pois
dor que é dor
é duradoura
finjo que te vejo
e
cerro meus punhos

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo