Lula, o Filho do Brasil passou no teste

Por Paulo Jorge Dumaresq

Concordo com Rodrigo Levino. “Lula, o Filho do Brasil” não é um mau filme. Vou mais além: é um bom filme. Tem alguns pecados no roteiro, como destacou Levino, mas a direção é segura e as interpretações são convincentes. Agora, na minha opinião, faltou a criação do PT. Também faltaram as eleições que Lula concorreu. Particularmente, gostaria que o filme fosse estendido até a posse dele na presidência.

ao topo