Lula presta ‘solidariedade’ ao WikiLeaks e defende liberdade de expressão

NA BBC

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quinta-feira a liberdade de expressão e disse que tem “solidariedade” para com o site WikiLeaks e seu criador, o australiano Julian Assange, que está detido em Londres.

Texto – aqui

Vídeo – aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. jairo 10 de dezembro de 2010 2:56

    Gostaria de ver Julian Assange publicando sobre os bastidores do governo Lula. Seria muito interessante se o wikileaks conseguisse divulgar documentos da época do mensalão, telegramas trocados entre o Itamaraty e os governos ditatoriais com os quais o Brasil insiste em se relacionar e sobre os escândalos de Erenice Guerra na Casa Civil.
    Infelizmente, estou certo de que se isso vier a acontecer, veremos um Lula muito irritado, pedindo “controle social da mídia”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo