Luto na música do RN

(Nota de EM da UFRN )

Faleceu nesta madrugada um dos músicos e professor da nossa
Universidade, maestro e violinista Osvaldo D’Amore que vinha lutando
pela vida contra um linfoma (tipo de câncer que ataca o sangue).

Nascido em Buenos Aires, Argentina, Osvaldo D’Amore começou estudar
música com o pai aos 7 anos de idade. Radicado em Natal desde a década
de setenta, recebeu da Assembleia Legislativa o título de Cidadão
Norte-Rio-grandense em 1994. Um dos criadores do Quarteto de Cordas da
UFRN, Osvaldo esteve à frente da Orquestra Sinfônica do RN por quase
vinte anos. Nos últimos anos, sem a OSRN e quase aposentado da UFRN,
Osvaldo D’Amore vinha se dedicando ao projeto “Tocando a Vida”, onde
desenvolvia aulas de iniciação musical com alunos da Escola Estadual
Jean Mermoz, no bairro de Bom Pastor.

Á família nossos pêsames e o desejo de que Deus os conforte, ficando
as boas lembranças e a saudade;
Aos seus alunos fica aprendizado e a experiência passada pelo mestre;
Aos colegas professores a convivência compartilhada e voltada para cooperação e
aos funcionários a espontaneidade e ações prestativas.

“Não devemos nos lembrar deles com tristeza e sofrimento. Oremos
desejando-lhes paz, harmonia e felicidade. Assim, estaremos ajudando
os que nos são caros, os que deixaram o corpo carnal e continuam
vivos!”

—————————
Torcia muito pela recuperação do amigo Oswaldo. Maestro da Sinfonica. Integrante do quarteto de Cordas da UFRN que festejou muitas datas, inclusive a do dia dos mortos. Ha poucos anos o quarteto perdeu Miguel, seu violoncelista. Oswaldo tentava uma operação delicada. Melindrosa.

O cachimbo aceso era naquele homem a chaminé que produzia uma fumaça cujos redemoinhos e vertices são marcas de uma Natal que se esvai em prantos.

Ouçamos o Requiem de Mozart

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comments

There is 1 comment for this article
  1. João da Mata
    João da Mata 16 de Fevereiro de 2012 15:27

    O corpo do músico será velado no Centro de Velório Morada da Paz, na Rua
    São José, das 14h às 19h, e amanhã, 17, será cremado em Recife.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP