Mais informações em circulação

É inegável a pluralidade e democratização proporcionada pela internet. Mais informações e opiniões estão circulando. A hegemonia da grande imprensa sofreu um abalo e tanto. Ela já não pode tanto como antigamente, quando dizia o que queria e ficava por isso mesmo. Todos os dias temos exemplos de como os blogs mostram os “equívocos” ou mentiras deslavadas da imprensa tradicional.

Não se trata de ser contra ou a favor dos blogs ou dos impressos. Essa discussão, na verdade, está superada. Não leva a lugar nenhum porque não altera em nada as mudanças que ocorreram. A convivência entre uns e outros impera hoje, uma convivência nada amigável, diga-se de passagem.

Dois exemplos recentes da força dos blogs: Miriam Leitão divulgou dados errados sobre o crescimento do país. Foi obrigada a retificar o que escreveu. Hoje mesmo Nassif revela como o Estadão “editou” uma matéria sobre Arthur Virgílio.

O lado bom da oferta maior de informação e opinião é que podemos formar a nossa própria opinião e visão de mundo com mais propriedade. O lado ruim é que pode confundir e levar a equívocos. É preciso ter muito discernimento para separar o joio do trigo. A situação fica mais complicada ainda quando envolve diretamente a política porque a ideologização é levada ao extremo. As teorias conspiratórias afloram. Daí para o delírio o passo é bem curto. Cada um defendendo o partido, a ideologia, a igreja, enfim, aquilo em que acredita piamente.

Go to TOP