“”Malone Morre”

“Muitos acham que Beckett serve só para teses complicadas; o pessimismo é quase uma ciência exata N UM DESSES dias cinzentos, quando o mundo parece alimentar em você aquela certeza de que a lógica do pior é a lógica do mundo, tropecei na citação: “Antes de mais nada, quero dizer que não perdoo ninguém. Desejo a todos uma vida atroz nos fogos do gélido inferno e nas gerações execráveis que hão de vir”. É Samuel Beckett em “Malone Morre”. Luiz Felipe Pondé

No blog do poeta Jairo Lima, onde você encontra, sempre, textos de rara qualidade.

aqui

Go to TOP