Marcelo D2 ainda é o mesmo?

Clique e passe as fotos.

Fotos: John Nascimento

Um senhor com quase 50 de idade, uma bengala na mão, passos dados com bastante

planethemp
Foto: Thiago Hara

dificuldade.

Essa foi a primeira impressão que os fãs do Planet Hemp tiveram do vocalista Marcelo D2.

Mas antes que alguém pudesse imaginar algo diferente…

O contrabaixo de Formigão puxou o riff, Bnegão gritou “D2!”

Daí pra frente foi um show como nos antigos tempos do Mada na velha Ribeira.

Do palco o rapper exclama: “Acende a luz na galera ali por favor. O pau está quebrando hoje aqui, hein!”

Não havia briga, nem confusões na plateia.

Na verdade, o que D2 quis dizer é que estava muito orgulhoso em ver uma grande roda que se formou em frente ao palco.

Pode parecer estranho, mas isso é uma grande honra para uma banda de som pesado como o Planet Hemp.

Grandes rodas de jovens distribuindo energia positiva em forma de socos, chutes e empurrões são um termômetro para medir a qualidade de um show como o de ontem.

 

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =

ao topo