Maria Dolores Wanderley lançará nesta quarta, 17, “Esperando a hora da Stella”

Marcado sempre pelo amor e pelo estranhamento, o livro “Esperando a hora da Stella”, sem nunca perder uma notável unidade de tom (derivado de um olhar sensível e maduro, acostumado a observar e a se auto-observar) constitui-se de breves memórias, em diferentes suportes (poemas, contos, crônicas, fotografias) do percurso artístico da poeta Maria Dolores Wanderley pela cidade do Rio de Janeiro, cidade grande para onde veio, ainda muito jovem, seguir seus estudos, e onde ainda vive e trabalha.

hora

Como a personagem Macabéa, de Clarice Lispector – e os títulos de ambos os livros se conversam e convergem – a poeta também veio do Nordeste (mais precisamente, de Natal) e com ela compartilha uma série de dificuldades existenciais, profundamente humanas, tratadas sempre com leveza e sob um falso verniz de trivialidade, pois sabe que são nos pequenos detalhes que os maiores mistérios, e as pessoas, se revelam.

Estão presentes em todo livro a humildade e o amor necessários para exercer o ato de esperar, pois o que se espera é a hora do encontro com o Outro, que, como espelho (daí as belíssimas fotografias caleidoscópicas do lugar onde se deu ou se dá a espera, e onde o ato de esperar se transforma em encontro e revelação) desvela – brilhante e nobre como uma estrela – o eu. Por isso, evidentemente, o livro é dedicado pela poeta a sua analista, que a acompanhou e ainda acompanha neste percurso.

Lançamento: Quarta-feira – 17/08
Hora: 18h
Local: Cozinharia, em Ponta Negra (R. Ismael Pereira da Silva, 1637 – Capim Macio – Fone: 2020-5432)

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo