Mario Vargas Llosa, Premio Nobel de Literatura a los 74 años

EL PAIS

El autor de La fiesta del Chivo es distinguido “por su cartografía de las estructuras del poder y sus mordaces imágenes sobre la resistencia, la revuelta y la derrota individual”.- “Es una gran alegría que comparto con mis amigos” , ha asegurado tras conocer la noticia

aqui

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. Marcos Silva 7 de outubro de 2010 12:34

    Amigos e amigas:

    Verifiquei datas: o Nobel de Literatura começou a ser concedido em 1901; Machado de Assis morreu em 1908; Leon Tolstoi morreu em 1910. Não foram galardeados…
    É que nem Academia de Letras: o vexame por não acolher determinadas figuras (no Brasil: Cruz e Souza, Lima Barreto, Cecília Meireles, Clarice Lispector, Carlos Drummond, Sérgio Buarque) é problema da instituição, não dos rejeitados. E nem adianta falar que não recebiam mulheres no tempo de Cecília e Clarice: mudassem o regimento correndo.
    Abraços:

  2. Marcos Silva 7 de outubro de 2010 12:17

    Amigos e amigas:

    Vargas Llosa é bom escritor, lembro da emoção que senti ao ler “A cidade e os cães”. Estranho, todavia, o Nobel não premiar latino-americanos de maior porte: Guimarães Rosa, Borges, Drummond de Andrade, João Cabral… E antes: Graciliano, claro, Clarice,claríssimo. Quando Machdo morreu já havia Nobel de Literatura? Porque não deram pra Proust nem Joyce.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo