Meditando com Ortega y Gasset

Para Marcos e François

Eu sou eu e minha circunstancia é uma das máximas de OyG. Um filósofo que iluminou o século XX e leu o Quixote com uma parte fundamental da cultura e realidade espanhola. O indivíduo orienta- se através dos de sua raça. A cultura só tem sentido quando compartilhada e pensada numa perspectiva de avanço. O homem rende mais quando tem noção de suas circunstancias.

Muitos são mais porque sabedores de suas tácitas limitações. O amor é a argamassa que nos une e por ele tudo vale lutar. Viver é resistir, também disse OyG. Resistir também é olhar em perspectiva e combater os dogmas e moralidades perversas.

O Quixote lutou muito para compreender. O amor era o motor que o movia. Tenho tácitas razões de que vocês são grandes cavaleiros batalhadores da cultura e que essas divergências são mínimas quando manuseadas por homens e suas circunstancias.

Heisenberg nos ensinou que o homem ao tocar seu objeto de pesquisa o altera. A idéia é o absoluto para Hegel. A compreensão deve ser o nosso norte, Cervantes há quatro séculos nos ensinou e Gasset meditou. O Quixote só é feliz com Sancho. Juntos somos mais forte.

Abraços fraternos

Ab imo corde.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × cinco =

ao topo