MEU RIO POTENGI

Por Suely Nobre

Desde a primeira infância
Enamorei-me desse Rio
Que sobejava beleza
Com seu par de olhos azuis.

Quando adolesci,
Em suas margens acolhedoras
Desfilei todo o meu encanto
E quando me apaixonei,
Em suas águas serenas
Afoguei,
Os meus primeiros desenganos.

Hoje, me vendo assim,
Em plena maturidade
Fizeram-se turvas as minhas lágrimas
Tão dorido é o seu lamento!

Comentários

Há 6 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =

ao topo