MEU RIO POTENGI

Por Suely Nobre

Desde a primeira infância
Enamorei-me desse Rio
Que sobejava beleza
Com seu par de olhos azuis.

Quando adolesci,
Em suas margens acolhedoras
Desfilei todo o meu encanto
E quando me apaixonei,
Em suas águas serenas
Afoguei,
Os meus primeiros desenganos.

Hoje, me vendo assim,
Em plena maturidade
Fizeram-se turvas as minhas lágrimas
Tão dorido é o seu lamento!

Comments

There are 6 comments for this article
  1. David de Medeiros Leite 7 de Novembro de 2013 15:09

    Poema bem urdido…Parabéns!
    Abraços
    David

  2. Suely Nobre 9 de Novembro de 2013 20:11

    Davi, querido.
    Li agora o seu comentário. Valeu! De parabéns você! Mesmo distante, tenho acompanhado a sua valiosa contribuição para o desenvolvimento cultural do nosso Estado.
    Grande abraço.

  3. thiago gonzaga. 11 de Novembro de 2013 0:12

    Massa, massa !
    Aplausos para essa moça, nao a conheço, mas gostei dos seus versos.
    Por sinal tbm nao conheço o Anchieta Rolim, mas li o livro novo dele
    e fiquei pasmo com tanta beleza, parabéns para todos.

  4. Anchieta Rolim 11 de Novembro de 2013 11:07

    Que beleza Suely Nobre. é isso aí…parabéns!

  5. Anchieta Rolim 11 de Novembro de 2013 11:09

    Thiago, fico grato pelos comentários, meu amigo! Muito breve nos encontraremos. Um abração!

  6. Suely Nobre 13 de Novembro de 2013 17:06

    Anchieta e Thiago, obrigada pelo carinho. Thiago, gostei de ter lido a sua “Litratura etc.”. Oportunidade de conhecer melhor o escritor Manoel Onofre Júnior, o qual, com agradável surpresa, o descobri conterrâneo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP