Mídia reforça tabus

Por Alberto Dines
No Observatório da Imprensa

A grande imprensa, aparentemente, não está com muita vontade de discutir a decisão do Superior Tribunal de Justiça, na terça-feira (27/4), de legalizar a adoção de crianças por um casal homossexual de Bagé, RS. Mais uma vez percebe-se um constrangimento da mídia em abrir um debate amplo para não parecer “politicamente incorreta”.

Ora, a função da mídia é recusar os tabus, especialmente quando se trata de um caso que deverá ser levado ao Supremo Tribunal Federal. A união civil de homossexuais tem sólida base legal e racional: nada pode impedir o livre arbítrio de dois adultos de viverem maritalmente. Mas a adoção de crianças por casais gays é ainda muito controversa, envolve terceiros.

Manter o assunto fora da pauta de debates contraria os compromissos da mídia com a sociedade, pois a discrição leva ao sigilo e o sigilo entrava o amadurecimento social.

Importante, além disso, é evitar que a polêmica fique restrita ao âmbito religioso. Crentes e descrentes, sobretudo estes que não dispõem de púlpitos, devem se manifestar.

Politicamente incorreta é a imprensa que não consegue assumir-se como tribuna livre.

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. nina rizzi 30 de abril de 2010 17:48

    UM PENSAMENTO PINICANTE|: mas é claro que eu sou a favor do casamento entre homossexuais: por que só os hetrerossexuais devem sofrer?
    *

    brincadeiras à parte, muito oportuna a matéria de Alberto Dines. Querer ficar neutro, naquele ‘conciliadorismo’ já uma escolha, uma negativa. e, caso morresse gostaria que minha filha fosse criada por um casal de amigas lésbicas, aquelas que cuidam da lavínia quando ando ‘tufanear’ por aí. sim, a menina ADORA-as.

    apesar de não lecionar no ensino infantil e fundamental, sugeri no colégio de padres que adotassem os infanto-juvenis da “coleção bem-me-quer”, que trata da homossexualidadedos. eles não aceitaram…

    hm… deixo-vos com um vídeo com os princípios de yogyakarta:

    http://www.youtube.com/watch?v=Sjr9x0tD7Tw&feature=player_embedded

    e mais este delicioso vídeo uruguaio:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo