Miguel de Cervantes e William Shakespeare

Dia Mundial do Livro – 23 de Abril
Uma falsa coincidencia

“Tudo no mundo existe para, algum dia, terminar num livro.” Stéphane Mallarmé

“Os livros são como os homens: alguns poucos têm um grande papel, enquanto o resto se perde na multidão.” Voltaire

O dia 23 de abril foi escolhido o dia mundial do livro em homenagem ao dia do falecimento de escritor Miguel de Cervantes Saavedra (1547- 1616). Além do Dom Quixote de la Mancha, Cervantes escreveu A Galatéia (novela pastoril), as novelas exemplares, entremezes (teatro), etc. O Dom Quixote, publicado em dois volumes 1605- 1615, é um livro fundador do romance moderno, considerado por muitos o maior livro de ficção de todos os tempos. Em 2005, o mundo inteiro comemorou os 400 anos da 1ª edição da primeira parte de “El Ingenioso Hidalgo Don Quijote de la Mancha”.Infelizmente, o dom. Quixote só foi traduzido para o português no final do século XVIII (1794). A primeira referência à sua recepção no Brasil está no poeta Gregório de Matos, século XVII. Desde então, é grande a influência do D. Quixote nas artes e na literatura Brasileira.

Devido à grande influência de Miguel de Cervantes na cultura brasileira, é muito importante que essa “efeméride literária” seja celebrada, e o livro cada vez mais cultuado. Por esse motivo, desde 2002, começamos a comemorar, na UFRN, o dia mundial do livro. Sempre com debates, exposição iconográfica e mostras de livros de /e sobre Miguel de Cervantes.

Uma falsa Coincidência

Um motivo a mais para se escolher o dia 23 de abril como dia mundial do livro, é que nessa data também teria falecido William Shakespeare, em 1616. Nas biografias de Shakespeare, a data de sua morte é dada como tendo sido 23 de abril de 1616. A data coincidiria com a de falecimento de Cervantes se os calendários adotados pela Inglaterra e Espanha fossem os mesmos. Alguns países, como Portugal (Brasil) e Espanha, acataram o calendário Gregoriano quando de sua imposição no dia 5 de outubro( calendário Juliano) e 15 de outubro de 1582 ( calendário Gregoriano), enquanto a Inglaterra só adotaria o novo calendário em 1752. Portanto, em 23 de abril de 1616, os calendários eram diferentes. Existe uma defasagem na contagem dos dias entre esses dois calendários, por isso a não coincidência. No calendário Gregoriano a data de falecimento de William Shakespeare é 03 de maio.

A reforma ao calendário Juliano, proposta no pontificado de Gregório XIII, deu origem ao calendário Gregoriano (ou Liliano). A reforma feita, sob a orientação do astrônomo Lélio em 1582, consistia de algumas mudanças, tais como: Fixar a data da Páscoa para que nunca acontecesse antes de 22 de março ou posterior a 25 de abril, omissão de 10 dias na contagem do mês de outubro de 1582 de modo a ajustar o equinócio de primavera com o dia 21 de março (hemisfério Norte), etc. O ano Juliano tem esse nome devido ao seu mentor Júlio César, com a participação do famoso astrólogo Sosígenes.

ANO JULIANO = 365, 25 dias (365 dias e 6 horas)

ANO GREGORIANO = 365, 2425 dias (365 dias, 5 horas, 49 minutos e 12 segundos)

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo