Minibiblioteca da Casa das Palavras chega à Cidade da Criança

A Casa das Palavras inaugura sua segunda minibiblioteca em Natal, nesta terça-feira, às 8h. O local escolhido é a Cidade da Criança, no bairro do Tirol. A partir de agora, os visitantes do espaço poderão compartilhar seus livros preferidos e criar uma verdadeira corrente de leitura.

As minibibliotecas da Casa das Palavras são em formato de casinha artesanal, onde os leitores podem compartilhar além de livros, cordéis e gibis. As pessoas que transitam pelo local têm acesso a esse material e levar para ler. A proposta para manter a casa sempre cheia é a liberdade e o incentivo para que os leitores possam pegar emprestado, ler, devolver e doar novos livros.

De acordo com o idealizador do projeto, Rilder Medeiros, as minibibliotecas da Casa das Palavras estão inscritas no sistema de bibliotecas, muito comum nos Estados Unidos, chamado “little free library”. “São cerca de 15 mil bibliotecas espalhadas pelo mundo. No Brasil existiam duas, uma em São Paulo e outra em Olinda. Já instalamos seis casas em diferentes municípios do RN, e o objetivo é que cada cidade possua pelo menos uma mini-biblioteca”, comenta.

De cá, realmente desconheço como funciona essas seis minibibliotecas já instaladas no interior pelo projeto Casas das Palavras. A ideia é digna de louvores, rezas e tapetes vermelhos. Mas gostaria de acompanhar a participação, o fluxo de troca, de leituras. Na Cidade da Criança está perto e posso pegar mais informações. Tomara que seja proveitoso, participativo. Vou deixar alguns bons livros por lá essa semana.

O projeto Casa das Palavras é patrocinado pela Cosern, Oi e Governo do RN, através da Lei Câmara Cascudo. Apoio Oi Futuro e Fundação José Augusto.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo