Moça na vitrine

“Na boa, sem grandes reflexões psicanalíticas, sempre que ouvires uma mulher alardeando sua própria beleza, como algo irresistivelmente natural e ao alcance de todas, pode apostar que, na verdade ela queria mesmo era fazer sucesso vendendo livros de auto-ajuda com fórmulas mágicas de como agarrar um homem.” SHEYLA AZEVEDO

AQUI

ao topo