Mondrian e o movimento De Stijl ganham exposição “dois em um” em Paris

FSP

Pela primeira vez em 40 anos, Paris inaugura nesta quarta-feira (1º) uma grande exposição consagrada aos principais anos de Piet Mondrian, o pai da abstração geométrica, cujas composições em cores primárias serviram de inspiração para os artistas modernos.

“Mondrian, que foi um dos maiores artistas do século 20, realmente não era mostrado na França desde a exposição na Orangerie des Tuileries, em 1969. Reparamos esta injustiça”, declarou Alain Seban, presidente do Centro Pompidou.

O Centro Pompidou decidiu apresentar simultaneamente o trabalho do movimento vanguardista holandês De Stijl (O Estilo), do qual Mondrian (1872-1944) foi o mentor junto ao fundador da revista de mesmo nome, Theo van Doesburg, antes de que ambos se distanciarem.

A exposição “dois em um” poderá ser visitada até 26 de março e nela se poderá apreciar cerca de 700 obras e objetos, distribuídos em 2.100 metros quadrados, divididos em 22 salas, a metade delas consagrada a Mondrian.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =

ao topo