Mossoró recebe hoje Encontro de Dança Contemporânea; veja programação

A partir de hoje (04) até o dia 09 de agosto, Mossoró se transforma na capital da Dança Contemporânea. O Encontro Nacional de Dança chega até a cidade com uma vasta programação gratuita, com oficinas, intervenções urbanas, debates, exposições fotográficas e espetáculos gratuitos. A programação completa de oficinas e espetáculos é gratuito ou mediante a doação de alimentos não perecíveis, destinados ao projeto Mesa Brasil SESC. Os ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro 02 horas antes do dia de cada apresentação. Para as oficinas, é necessário realizar a inscrição gratuita disponível no site: www.encontrodedanca.com

Segue a programação de Mossoró:

04 A 06 DE AGOSTO

19:00H – TEATRO DIX HUIT ROSADO
OFICINA DE DANÇA
ERIKA ROSENDO (SC): COMPOSIÇÃO EM DANÇA CONTEMPORÂNEA – Tem como foco principal o corpo e suas múltiplas funções. Estimula a percepção dos cinco sentidos no momento presente: o tocar, o sentir, o paladar, o ouvir, o olhar. Neste primeiro momento, tal proposta caminha para o sentido de promover o autoconhecimento, as formas de se relacionar com o meio e com o outro contribuindo também, para o desenvolvimento do “SER” humano. Em um segundo momento, a oficina tem como base o Sistema Laban de Análise do Movimento. Dentro do Sistema, o movimento é percebido a partir de relações harmônicas entre Corpo, Esforço, Espaço, Forma. Os exercícios serão propostos de forma evolutiva utilizando alguns registros sonoros como fio condutor com a ideia de oferecer caminhos para a construção de um corpo presente e potente em sua forma ampla de ser. Após o reconhecimento do espaço físico, utilizaremos os planos vertical e horizontal explorando os níveis baixo, médio e alto, com a intenção de desenvolvermos habilidades corporais alterando os ritmos e velocidades diferentes da forma como nos movemos no cotidiano junto a elementos da Dança Contemporânea. Por fim, será compartilhado o processo de criação do espetáculo solo “Auto-retrato”, construído a partir de cinco perguntas: Quem é você? Que/quais pessoas fazem você ser quem você é? Que verbos te descrevem? Do que você gosta? Do que você não gosta? As respostas destas perguntas se apresentaram como Auto-retrato, e serão estas perguntas que estarão em foco para o desenvolvimento da terceira etapa da oficina, com a proposta de Composição Coreográfica.

05 DE AGOSTO

20:00H – MEMORIAL DA RESISTÊNCIA
INTERVENÇÃO
ENTRE NÓS COLETIVO DE CRIAÇÃO (RN): EU TE AMO – “Uma visão cômica do cotidiano de um casal jovem”. Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Domingos Costa. ANO DE CRIAÇÃO: 1994. ELENCO: João Alexandre Lima e Vanessa Oliveira.

GESTO CIA DE DANÇA (RN): UMA NOVA ERA – Uma monstagem que conta um pouco da história libertária das movimentos “Hair” e “Tropicalismo”. A ideia é mostrar através do espetáculo cênico, a energia e a luta que envolvia esses jovens de cabelos longos e desamarrados. O espetáculo busca deixar uma contribuição histórica e cultural através da arte, que foi submetida a uma grande repressão, logo, ambos os movimentos foram de grande importância para a época de liberdade e expressão. Ficha Técnica: DIREÇÃO GERAL: Clézia Barreto. COREOGRAFIA: Gesto Cia de Dança. PESQUISA: Gesto Cia de Dança. ROTEIRO: Clézia Barreto e Gesto Cia de Dança. RELEASE: Hykaroo Mendonça. ELENCO: Adriana Castro, Hykaroo Mendonça, Leonardo Saldanha, Roney Andrade, Rosy Fernandes, Tâmisa Vieira, Willamy Carlos e Will Gomes. CENOGRAFIA: Gesto Cia. De Dança. FIGURINO: Gesto Cia. De Dança. DESENHO DE LUZ: Júnior Felix. EXECUÇÃO DE ILUMINAÇÃO E SONOPLASTIA: Júnior Felix e Alex Peteka. TRILHA SONORA: Pitty, Trilha Musical Hair Brasil, Caetano Veloso, Doces Bárbaros, Pato Fu e Gal Costa. FOTOGRAFIA: George Harisson. PRODUÇÃO: Gesto Cia de Dança.

06 DE AGOSTO

14:00H – ESCOLA DE ARTES DE MOSSORÓ
WORKSHOP
GRUA (SP): OCUPAÇÃO DE ESPAÇOS ALTERNATIVOS E NOVAS ESTÉTICAS – Vivência artística preparatória para ação de intervenção do GRUA. Uma busca na forma de improviso em centros urbanos, o tênue limite entre a rotina sufocante do caos urbano, das cifras e dos números, e o universo poético, sensivel e humano, trazendo a tona questôes pertinentes ao homem contemporâneo. Uma forma de fazer dança fora do ambiente conhecido, tendo como base a proposta de exercícios de improvisação, liberdade e mobilidade artística.

16:00H – PRAÇA RODOLFO FERNANDES
INTERVENÇÃO URBANA | SIMDEC JOINVILLE
ERIKA ROSENDO (SC): RETRATO DO OUTRO – Pensado dentro da tendência da arte contemporânea de se voltar para o espaço, o projeto realiza interferências artísticas de dança contemporânea em espaços públicos. A proposta é a de viabilizar performances a partir da improvisação em dança tendo como mote a percepção do outro. Ao ser realizado num espaço não convencional, o espectador deixa de ser observador distanciado para tornar-se parte integrante do trabalho. A dança torna-se fisicamente acessível e modifica a paisagem circundante de modo temporário. Os experimentos de improvisação buscam – na arquitetura do ambiente e nas pessoas que nele transitam – usos diferenciados e surpreendentes para o corpo que dança. Ficha Técnica: PERFORMER: Erika Rosendo. DIREÇÃO: Jussara Xavier. ESTRÉIA: 2009.

17:00H – ESCOLA DE ARTES DE MOSSORÓ
DISCUTINDO DANÇA
CAMALEÃO GRUPO DE DANÇA (MG), ERIKA ROSENDO (SC), MÁRIO NASCIMENTO (MG), ROSA ANTUÑA (MG), GRUA (SP) E CURADORES CONVIDADOS: O CENÁRIO DA DANÇA

INTERVENÇÃO
ALEXANDRE AMÉRICO (RN): CLONO – Um trabalho de dança que se aproxima das vertentes minimalista e conceitual. A obra tem como mote a investigação da construção lógica/poética a partir do impedimento à concretude da dança pelo fato do intérprete carregar um traço que é tido, corriqueiramente, como impossibilitador do movimento dançado, a epilepsia. Em cena, ao som distorcido da guitarra elétrica de outro performer, o intérprete explora um modo de se mover singular, afirmando que, o espasmódico também pode ser objeto da dança. Ficha Ténica: INTÉRPRETE-CRIADOR: Alexandre Américo. TRILHA – CRIAÇÃO E EXECUÇÃO AO VIVO: Alexsandro Araújo.

20:00H – MEMORIAL DA RESISTÊNCIA
INTERVENÇÃO
ENTRE NÓS COLETIVO DE CRIAÇÃO (RN): EU TE AMO – “Uma visão cômica do cotidiano de um casal jovem”. Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Domingos Costa. ANO DE CRIAÇÃO: 1994. ELENCO: João Alexandre Lima e Vanessa Oliveira.

CIA 3 NA DANÇA (RN): AVASSALADOR – Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Ivaldo Mendonça. INTÉRPRETES: Any Katherine e Sadraque Tavares.

HP COLETIVO ARTÍSTICO (RN): RECONTRO – Chegada. Quem eu sou, como é o meu mundo, como me comporto nele? O que visto, e se isso me define. O outro e o seu individual. Até que esses dois indivíduos que nunca se viram, se encontram em olhar, se percebem e notam pela primeira vez a existência um do outro. Um olhar. Não posso sair mais incólume de sua presença. Há o início da aproximação dos corpos. Inúmeros caminhos poderiam desvendar-se diante do primeiro aperto de mão. Chega o momento em que este encontro explicita o seu gênero e a sua generosidade, eu reconheço o motivo deste, e entendo que ele tem o seu fim. Então o encontro começa a virar despedida. Ficha Técnica: INTÉRPRETES-CRIADORES: Natália Negreiros e Thazio Menezes. TRILHA SONORA: Colagem Musical de Yann Tiersen, Philip Glass, The Hours Soundtrack e Moby.

07 A 09 DE AGOSTO

10:00H – TEATRO DIX HUIT ROSADO
OFICINA DE DANÇA
MÁRIO NASCIMENTO (MG): DANÇA CONTEMPORÂNEA – A oficina está ancorada na trajetória artística do professor/coreógrafo, com 27 anos de elogiada carreira, e tem como base as técnicas da dança moderna, dança clássica, artes marciais, atletismo, música (percussão) e técnicas de dança contemporânea. O objetivo é disponibilizar ao intérprete ferramentas de capacitação para análise, compreensão, fruição e entendimento da dança contemporânea, assim como sua relação com o homem urbano contemporâneo. Mário Nascimento iniciou seus estudos em 1978, formando-se em balé clássico, dança moderna e jazz. Em 1989, na Europa, aprimorou-se em dança moderna e contemporânea. Realizou estudos de artes marciais, atletismo e composição de ritmos musicais, que contribuíram para o desenvolvimento de sua própria técnica e linguagem. Desde 1998 dirige a Cia. Mário Nascimento, com reconhecimento internacional. Já recebeu os prêmios APCA de Qualidade Artística pela obra “Arerê” e o de Melhor Coreógrafo por “Escapada”, assim como o Sesc/Sated de Melhor Concepção Coreográfica pelo espetáculo “Faladores”.

07 DE AGOSTO

15:00H – MUSEU HISTÓRICO DE MOSSORÓ
INTERVENÇÃO | PRÊMIO FUNARTE DE DANÇA KLAUSS VIANNA 2013
PATRÍCIA LEAL (BA): ERRÁTICA – pressupõe o imprevisível, o erro, o desconfigurar, reconstruir, recontextualizar. Pressupõe modelos estéticos, pedagógicos, econômicos em dança contemporânea repensados, abertos, discutidos, reconfigurados. Faz uma escolha pelo que permanece de forma errática, opõe-se à ilusão consumista do capital, permite a fruição em profundidade do que leva tempo para entranhar-se e se estranha, se encontra, se enamora, esquece. Saboreia, revela, configura, distorce, modifica, perene. …para poder lembrar na escolha por errar, de que matéria é feita a dança. Errática tem a ver com o imprevisível, desafiante, mutante. Presentifica, transforma, permanece por meio do eterno reconstruir, esboço, risco, flou. O público convive e modifica a interpretação, numa performance errática. Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Patrícia Leal. FIGURINO: Carol Diniz e Everton Rangel. DIREÇÃO, CONCEPÇÃO E INTERPRETAÇÃO: Patrícia Leal. PROVOCADORA CONVIDADA: Ana Cláudia Viana. IMAGENS: Bel Souza. PRODUÇÃO LOCAL: Daniel Torres. PRODUÇÃO GERAL: Paola Vásquez.

16:00H – PRAÇA RODOLFO FERNANDES
INTERVENÇÃO URBANA
GRUA (SP): CORPO DE PASSAGEM – Busca na forma de improviso, nas ruas de grandes cidades, o tênue limite entre a rotina sufocante do caos urbano, das cifras e dos números, e o universo poético, sensivel e humano, trazendo a tona questôes pertinentes ao homem contemporâneo. Ficha Técnica: DIREÇÃO: Jorge Garcia, Osmar Zampieri e Willy Helm. GRUEIROS: Bruno Peixoto, Tutto Gomes, Fernando Lee e Willy Helm.

19:00H – PRAÇA CÍCERO DIAS
INTERVENÇÃO
GRUPO DIOCECENA (RN): SERÁ – Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Roberta Schumara. INTÉRPRETE: Renata Soraya. MÚSICA: Legião Urbana.

ENTRE NÓS COLETIVO DE CRIAÇÃO (RN): EU TE AMO – “Uma visão cômica do cotidiano de um casal jovem”. Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Domingos Costa. ANO DE CRIAÇÃO: 1994. ELENCO: João Alexandre Lima e Vanessa Oliveira.

GRUPO DIOCECENA (RN): CODINOME BEIJA FLOR – Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Roberta Schumara. INTÉRPRETE: Flaviano Felix.

20:00H – TEATRO DIX HUIT ROSADO
ABERTURA OFICIAL
Convidados especiais: FUNARTE, COSERN, SESC, BOTICÁRIO E PREFEITURA
ESPETÁCULO DE DANÇA

NATÁLIA NEGREIROS (RN): LADO A LADO – Felicidade indestrutível: ilusão mais cedo ou mais tarde que frustra, queima e esperneia. É assim que se sente quando nos tocamos que não somos felizes cem por cento do tempo. Um solo que procura explorar um desses momentos de depressão aguda: o término de um relacionamento associado a uma solidão, para que nos lembremos que a vida também tem seus baixos e que por mais que estejamos arrodeados de gente (ou mesmo apenas de uma pessoa muito especial) um dia podemos estar sofrendo sozinhos sem que ninguém nos entenda. Mas como poderíamos saborear a felicidade sem ter vivenciado momentos assim? Ficha Técnica: INTÉRPRETE-CRIADORA: Natália Negreiros. MÚSICA: Carinhoso – Pixinguinha/ Pretty Face – Soléy. FIGURINO: Natália Negreiros.

ESPETÁCULO DE DANÇA | SIMDEC JOINVILLE

ERIKA ROSENDO (SC): AUTO-RETRATO – É uma tentativa de percepção e leitura de si mesma. Neste solo, Erika Rosendo utiliza um registro corporal próprio para produzir seu retrato: paisagem em constante transformação. A dança torna-se um jogo auto-reflexivo, numa junção de reconhecimento e estranhamento. Ficha Técnica: INTÉRPRETE-CRIADORA: Erika Rosendo. TRILHA SONORA E VÍDEO: Eduardo Coelho. FIGURINO: Pablo Ramon e Caren Negrelli. ILUMINAÇÃO: Rafael Oliveira e Diego Hernandez. DIREÇÃO: Jussara Xavier. CONTRA-REGRAGEM: Fellipe Negrelli.

08 DE AGOSTO

16:00H – TEATRO DIX HUIT ROSADO
ESPETÁCULO DE DANÇA | RENDINHA – PROJETO ESCOLA | PRÊMIO FUNARTE DE DANÇA KLAUSS VIANNA 2013
CAMALEÃO GRUPO DE DANÇA (MG): RETINA – A partir de questões sobre a capacidade humana de reter informações visuais é que surgiram os movimentos levados ao palco por cinco bailarinos para discutir o excesso de informações. “Partimos desse aspecto subjetivo para perceber o quanto nos rendemos a esse excesso de informação: quem seguimos, quais comportamentos nos influenciam, enfim, tudo que nos afeta ao redor. Então, chegamos à retina – a parte do olho onde se formam as imagens – esse filtro em que o claro e escuro, sombra e luz se misturam”, comenta Marjorie Quast, diretora geral do grupo desde sua formação. O coreógrafo Jorge Garcia completa: “O homem contemporâneo não cessa de consumir imagens, seu olhar acolhe mais que a sua capacidade de refletir sobre elas”. E finaliza: “Nessa obra, cada olhar refletido questiona o estatuto da realidade”. Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Jorge Garcia. TRILHA: Kiko Klaus. FIGURINO: Jorge Garcia e Camaleão. ILUMINAÇÃO: Ari Buccione. DIREÇÃO GERAL: Marjorie Quast. DIREÇÃO ARTÍSTICA: Inês Amaral. ELENCO: Dewson Nascimento, Glaydson Oliveira, Luciana Lanza, Patrick Vilar, Pedro Lobo e Sara Marchezini.

19:00H – PRAÇA CÍCERO DIAS
INTERVENÇÃO URBANA
GESTO CIA DE DANÇA (RN): SE FOSSE VERDADE

GRUDUN (RN): VAGABA

GESTO CIA DE DANÇA (RN): PASSAGEM

20:00H – TEATRO DIX HUIT ROSADO
ESPETÁCULO DE DANÇA

CIA 3 NA DANÇA (RN): AVASSALADOR – Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Ivaldo Mendonça. INTÉRPRETES: Any Katherine e Sadraque Tavares.

ESPETÁCULO DE DANÇA | PRÊMIO FUNARTE DE DANÇA KLAUSS VIANNA 2013

CAMALEÃO GRUPO DE DANÇA (MG): RETINA – A partir de questões sobre a capacidade humana de reter informações visuais é que surgiram os movimentos levados ao palco por cinco bailarinos para discutir o excesso de informações. “Partimos desse aspecto subjetivo para perceber o quanto nos rendemos a esse excesso de informação: quem seguimos, quais comportamentos nos influenciam, enfim, tudo que nos afeta ao redor. Então, chegamos à retina – a parte do olho onde se formam as imagens – esse filtro em que o claro e escuro, sombra e luz se misturam”, comenta Marjorie Quast, diretora geral do grupo desde sua formação. O coreógrafo Jorge Garcia completa: “O homem contemporâneo não cessa de consumir imagens, seu olhar acolhe mais que a sua capacidade de refletir sobre elas”. E finaliza: “Nessa obra, cada olhar refletido questiona o estatuto da realidade”. Ficha Técnica: COREOGRAFIA: Jorge Garcia. TRILHA: Kiko Klaus. FIGURINO: Jorge Garcia e Camaleão. ILUMINAÇÃO: Ari Buccione. DIREÇÃO GERAL: Marjorie Quast. DIREÇÃO ARTÍSTICA: Inês Amaral. ELENCO: Dewson Nascimento, Glaydson Oliveira, Luciana Lanza, Patrick Vilar, Pedro Lobo e Sara Marchezini.

09 DE AGOSTO

19:00H – PRAÇA CÍCERO DIAS
INTERVENÇÃO URBANA
STUDIO DE DANÇA CLÉZIA BARRETO (RN): CONTANTO QUE VOCÊ ME AME
GRUPO DE DANÇA DE RUA DA ESCOLA DE ARTES DE MOSSORÓ (RN): T

STUDIO DE DANÇA CLÉZIA BARRETO (RN): STREET JAZZ

GRUPO DE DANÇA DA ESCOLA DE ARTES DE MOSSORÓ (RN): PARA SEMPRE

20:00H – TEATRO DIX HUIT ROSADO
ESPETÁCULO DE DANÇA
ROSA ANTUÑA (MG): O VESTIDO – Pode representar literalmente um vestido, como pode ser também a metáfora dos sonhos que se quer realizar. Pode representar o encontro com o amor em nossas vidas, com nossos medos, ou com algo sublime que transcende nossa existência. Cada espectador é quem deve encontrar seu significado para O Vestido, de acordo com sua experiência, anseios, referências. O importante mesmo é que todos nós tenhamos coragem para criar algo novo em nossas vidas. Coragem para nos arriscarmos no desconhecido. Coragem para romper barreiras e preconceitos e medos que nós mesmos criamos. E se for preciso vestir uma roupa nova ou diferente para ajudar a encontrar em nós uma força interna que precisa emergir, tudo bem. Que cada um encontre “o seu vestido”, literal ou metafórico, externa ou internamente e que esse vestido possa nos fazer voar. Ficha Técnica: DIREÇÃO: Rosa Antuña. ASSISTENTE DE DIREÇÃO: Mário Nascimento. INTÉRPRETE-CRIAÇÃO: Rosa Antuña. ILUMINAÇÃO: Mário Nascimento. TRILHA: Rosa Antuña (compilação). FIGURINO: Rosa Antuña.

GESTO CIA DE DANÇA (RN): A CASA DOS CAMINHOS AZUIS – Diante de um grande horizonte azul, o ser humano se depara com diversos caminhos. Um espetáculo de dança criado através de questionamentos dos bailarinos acerca de diversos caminhos que cada um busca seguir. Somos muitas vezes a maior dificuldade que temos no nosso próprio caminho. Essa questão é, na verdade, matéria prima para se esculpir um espetáculo de dança no qual o ser humano será exposto em toda sua fragilidade. Na nossa pesquisa utilizamos o azul como uma cor predominante, pois cada intérprete sentiu-se influenciado nas atitudes e sentimentos que a mesma pode passar. Nessa perspectiva objetivamos fazer com que o público sinta diversas formas de emoções como: angústias, felicidades, tristezas, decepções, ou seja, possíveis conflitos que estamos sujeitos a enfrentar no nosso dia a dia. Ficha Técnica: DIREÇÃO GERAL: Hykaroo Mendonça. COREOGRAFIA: Marcelo Pereira. PREPARAÇÃO TEATRAL: Carla Martins. ROTEIRO: Roney Andrade. CENOGRAFIA: Gesto Cia. De Dança e Marcelo Pereira. FIGURINO: Gesto Cia. De Dança sob Coordenação de Adriana Castro e Gildo Porto. DESENHO DE LUZ: Júnior Felix. OPERAÇÃO DE LUZ: Júnior Felix e Alex Peteka. TRILHA: Saez, Zoe Keating, Yo-yo Ma, Les Tambours Du Bronx, Philip Glass e Maria Bethânia. ELENCO: Adriana Castro, Hykaroo Mendonça, Leonardo Saldanha, Micherlano Alves, Rosy Fernandes, Willamy Carlos e Will Gomes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo