Movimento pela dignidade profissional

Segundo o diretor do Dieese do RN, Melquisedeque Moreira, um flanelinha em Natal tira em torno de R$ 850. Um jornalista, em média, R$ 900.

Jornalistas em Natal não tem banco de horas. Deveriam, por lei, trabalhar cinco. É comum muitos chegarem a ficar até 12 horas numa redação. Só é autorizado a sair quando acaba a pauta. Não recebe hora extra, nem folga por isso.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo