Muita teoria, pouca prática

Por Yuno Silva
Foto Emanuel Amaral

Projetos, propostas, planos, intenção, meta. Essas são as palavras preferidas da atual gestão da Fundação José Augusto, que se esforça para marcar presença na mídia divulgando realizações pontuais e a profusão de iniciativas que permanecem, ainda, no plano das ideias. O fato é que a propaganda oficial do Governo Rosalba Ciarlini, no que diz respeito aos avanços e realizações no segmento cultural, está bem aquém do que realmente é divulgado na televisão: a Secretaria de Cultura ainda não foi criada; o Fundo de Incentivo também não se materializou; o Seis e Meia está esquecido; a biblioteca Câmara Cascudo continua em frangalhos; a Cidade da Criança fechada; editais e prêmios continuam pendentes desde 2009; e cachês permanecem em aberto.

aqui

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + sete =

ao topo