Muito além do previsível

‘No ensaio ‘O livro da metaficção’, o crítico e escritor Gustavo Bernardo investiga a autorreflexão narrativa. Cervantes e Machado de Assis são exemplos.

aqui

ao topo