Murakami vence o Prémio Internacional da Catalunha

Barcelona, 18 mar (Lusa) – O escritor japonês Haruki Murakami foi hoje galardoado com o 23.º Prémio Internacional da Catalunha, atribuído pelo Governo regional, que contempla um montante de 80.000 euros e uma escultura de Antoni Tàpies, anunciou a agência espanhola Efe.

O prémio reconhece a obra narrativa de Murakami por esta ter transcendido o âmbito cultural do escritor e tê-lo tornado numa referência da literatura internacional.

O júri valorizou a criação de uma obra que desenha um mundo em oscilação permanente, entre o real e o onírico, o humor e a obscuridade, e que constitui uma ponte literária entre o Ocidente e o Oriente capaz de unir a ligeireza taoísta e as tradições culturais estrangeiras da realidade oriental e ocidental.

Xavier Rubert de Ventós, presidente delegado do júri que atribuiu o prémio, disse que a obra do escritor expressa o génio japonês, considerando Murakami um “unamuniano [Miguel de Unamuno] porque tem a capacidade de levar as coisas ao limite, além de permitir absorver vários aspetos como o jazz, a pop, a manga, a magia ou a sexualidade”.

O prémio é atribuído anualmente e este ano concorreram 196 candidatos de 56 países. As candidaturas foram apresentadas por 225 instituições.

Num carta escrita por Murakami depois de ter tido conhecimento do prémio, o escritor japonês disse sentir-me muito honrado com o galardão sublinhando porém não poder estar “completamente feliz” devido à situação difícil que o Japão atravessa depois do sismo de dia 11.

O autor acrescentou esperar que o prémio – que é entregue a 09 de junho – constitua “um alento” para o seu país.

Haruki Murakami nasceu em Kioto em 1949 e licenciou-se em literatura e dramaturgia na Universidade de Waseda. O seu primeiro trabalho foi vender discos e o primeiro livro escreveu-o com 29 anos.

Em 1986, depois do êxito de “Tokyo Blues”, abandonou o Japão para viver na Europa e nos Estados Unidos da América, tendo chegado a lecionar nas universidades norte-americanos de Princetown, Tufts e Massachussetts.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =

ao topo