Na era do consumismo, Bienal de Veneza aponta para o espiritual na arte

Obra do americano Achilles G. Rizzoli, “The Mother Tower of Jewels” (1935)

Por Fabio Cypriano

“O Palácio Enciclopédico”, exposição internacional da 55ª Bienal de Arte de Veneza, aberta no último sábado, faz jus ao seu título.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo