Nabokov satiriza ficções policiais em “A Verdadeira Vida de Sebastian Knight”

O aclamado escritor russo naturalizado americano Vladimir Nabokov (1899-1977) faz humor com os clichês dos romances de detetive ao narrar a atrapalhada epopeia de um homem que tenta reconstruir as vivências de seu misterioso e reservado meio-irmão no livro “A Verdadeira Vida de Sebastian Knight” (Alfaguara, 2010).

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. j. berndt de s. mello 15 de novembro de 2010 19:25

    Não apenas o enredo ostensivo do romance descreve a epopeia de um homem, V., enquanto ele tenta reconstituir o passado do seu meio-irmão mais velho, Sebastian, como ainda os romances deste último, dos quais V, cita vários trechos e estratégias, satirizam as histórias de detetives. Ao mesmo tempo, seja por meio das anotações de V,, seja pelas citações que ele faz, encontramos a avaliação crítica do próprio processo de escrever. A estratégia do autor embute uma história na outra como as bonecas russas, que guardam no bojo uma série de bonecas progressivamente menores.Ele também apresenta uma série de referencias às obras de outros escritores por meio de um jogo de equivocações que admitem até conjeturas se Sebastian Knight não serviria para aludir ao rei don Sebastião, cujo corpo desapareceu durante uma batalha contra os mouros em Alcácerquibir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo