“Napoleão”, de Kubrick

kubrick

“Uma estupidez. Uma truculência. Um absurdo. Um montaréu de dinheiro. Um objeto do desejo. Uma obra de arte. Fetichismo, puro fetichismo. Todas essas expressões são aptas para descrever o livro que acabou de ser lançado pela Taschen e também seu objeto de estudo: Napoleão, filme nunca encenado pelo grande Stankey Kubrick, que consumiu dinheiro e anos de sua vida em uma pesquisa obsessiva que acabou dando em nada.”

aqui

Go to TOP