Natal receberá dos mais importantes fóruns de Produção Cultural do país

De 3 a 6 de setembro, Natal vai sediar o 4o Encontro Nacional de Produção Cultural, o Enprocult, um dos mais importantes eventos sobre a profissão do produtor cultural do Brasil. Sob a coordenação do IFRN – Cidade Alta e do Ministério da Cultura, o evento reunirá diferentes profissionais, gestores, estudiosos e estudantes da Cultura em torno de mesas redondas, oficinas, apresentação de trabalhos acadêmicos, mostras artísticas e vivências culturais.

Os interessados em participar das mesas, oficinas e vivências ainda podem se inscrever até o dia 02 de setembro, pelo site www.enprocult.com.br. Para se inscrever nas oficinas os participantes podem comparecer de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 18h, na Coordenação de Extensão do Campus ou, se ainda restarem vagas, no local da oficina. O valor da inscrição é de R$ 25. As apresentações artísticas do evento serão gratuitas e abertas ao público.

“Interface entre o Produtor Cultural, as Linguagens Artísticas, a Política Cultural e o Mercado de Trabalho”: em torno desse tema acontecem as discussões políticas, educacionais e organizacionais sobre a profissão do produtor cultural no Brasil. São três mesas redondas com importantes nomes do mercado cultural e da academia, sete oficinas, 24 trabalhos acadêmicos a serem apresentados e uma mostra artística com 30 bandas e grupos artísticos da cultura popular.

As duas primeiras edições do Enprocult foram realizadas na capital fluminense. A terceira edição foi em Salvador. Neste ano, a coordenação do evento fica por conta de alunos, professores e técnicos do Curso Superior de Tecnologia em Produção Cultural do IFRN. “É muito importante essa circulação e interação de produtores culturais, estudantes de Produção Cultural e professores de vários estados”, pontuou Mary Land Brito, coordenadora geral do evento.

São esperados cerca de 250 participantes, entre artistas, produtores, estudantes e estudiosos da área de Produção Cultural, não só do Rio Grande do Norte, mas vindos de outros estados, como Paraíba, Ceará, Bahia, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. A graduanda em Produção Cultural do IFRN, Iane Freire, que integra a comissão do evento ao lado de outros 15 estudantes do curso, sintetiza a importância da experiência: “Esse encontro é uma oportunidade de fazer parte de um processo em construção. Atuar na organização e produção do Enprocult, que pode definir a profissão do produtor cultural, é fazer parte dessa história.”

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP