Nina Rizzi em Natal

Quase confirmado: a poeta Nina Rizzi desembarca em Natal ” provavelmente no dia 13 de maio, ai a gente se liberta tudo junto… rsrsrs…” Mas, ó, se for mesmo, vamos agitar uma bagunça naquele sebo, naquele beco? tava pensando num sarau, num varal, sei lá…”.

Comentários

Há 3 comentários para esta postagem
  1. nina rizzi 29 de abril de 2010 12:19

    assim como é impressionante a interpretação dúbia das minhas palavras, é também a capacidade mediadora do caro amigo Tácito: pois sim, bagunça pra mim não estava no sentido negativo do termo – que aliás também pode ser uma máquina pra remover aterros -, antes nessa alegria citada, num sentido digamos “anárquico”, poesia todo dia? que mais nos desejaria, numa verdadeira zona poética liberada. um varal de ideias, um sarau de poesia… é artê, camarada jarbas 🙂

    um beijo pra vcs.

  2. Tácito Costa 29 de abril de 2010 10:05

    Jarbas,
    O termo “bagunça” foi utilizado por Nina (está entre aspas) e acredito que não tem conotação negativa. Está mais para espirituoso e em harmonia com a alegria e o alto astral da nossa querida poeta.

  3. Jarbas Martins 29 de abril de 2010 9:49

    Atenção, desde quando esta leviana cidade deixará de tratar a cultura só como carnaval (ou o que é pior: só como bagunça ?). Peraí. Nina Rizzi, além de visceralmente poeta, é uma intelectual: historiadora, dona de um blog dos mais importantes (ellenismos) no campo da cultura em sua relação com a sociedade… E muito mais.Já tinha pensado, junto com setores da UFRN, para trazê-la com o objetivo de falar, juntamente com Moacy Cirne, sobre a questão que envolve Poesia e Política.No momento esse seminário não pode se realizar, mesmo porque Moacy Cirne,um dos nossos intelectuais mais importantes, está em tratamento médico. De maneira que o seminário na UFRN, ou em outra Universidade, está adiado.
    Quanto à bagunça (o termo está na postagem) do dia 13 de maio ESTOU DE FORA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo