No centro do mal absoluto

‘2666’, romance póstumo de Roberto Bolaño reincide em alguns dos temas de livros anteriores: o universo da literatura, a crítica literária e a memória da ditadura.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 11 =

ao topo