“Non ragioniam di lor, ma guarda e passa…”

Não vou gastar meu tempo comentando as micaretas de um punhado de trogloditas nostálgicos do AI-5 no dia do 47º aniversário do golpe dentro do golpe que legalizou o terrorismo de estado no Brasil: não valem tamanha consideração.

Eles não me preocupam: o que me preocupa é o funcionamento do atual sistema político, o fato de que um eventual impeachment sem bases legais – que, obviamente, seria um golpe – não alteraria em nada as relações de poder existentes, o “Vale tudo” de uma política sequestrada pelo capital corporativo e rentista eco e genocida, que manda agora e continuaria a mandar após um eventual golpe legislativo.

O que me preocupa é um sistema “representativo” que só representa mineradoras, agronegócio latifundiário, bancos privados, indústria do armamento, planos de saúde e etcétera. O que me preocupa é o golpe que  aconteceu, é o AI-5 que  está em vigor… com ou sem golpe paraguaio (que, seja bem claro, repudio veementemente).

Comentários

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 13 =

ao topo