Nota de repúdio à criminalização de prostitutas de Ponta Negra

O Coletivo Leila Diniz (CLD) vem a público manifestar o seu repúdio à forma criminalizante com a qual a opinião pública vem tratando as mulheres que exercem o trabalho da prostituição em Ponta Negra.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo