Nota mínima não, Jabuti

Por João Roberto Laque

Os critérios inaceitáveis do tracajá despombalizado (ou a difícil arte de agradar um jabuti caquético)

Depois de me esguelar por sete anos na produção dum calhamaço de 640 páginas de puro conteúdo histórico, me classifiquei para a final do mais tradicional prêmio literário brasileiro. Mas aí, um tal de jurado “B” resolveu esculhambar meu trabalho e,  de tantos zeros, Pedro e os Lobos acabou em 5º lugar. Enquanto um dos três juízes me deu três dez, o outro me deu três zeros, e nos mesmos quesitos. Para a trinca esquizofrênica  que analisou meu livro, ou ele é uma joia  rara ou é um verdadeiro lixo.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. carlos de souza 27 de outubro de 2011 12:44

    nunca, nunca mesmo, confie em comissões julgadoras de concursos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo