Notas de Washington

Washington segue os passos de Mujica. Neste final de ano o Conselho da Cidade de Washington colocou em discussão a aprovação de uma lei que limita a uma multa de menos de cem dólares, a punição para quem for pego com menos de 28 gramas (uma onça) de maconha (o que da para fazer uns quarenta baseados.)  Ou seja, nada de cadeia para quem andar com seu fuminho no bolso.

Se esta lei for aprovada (e tudo indica que será no inicio do ano) Washington passará a ser um dos 17 estados americanos com leis descriminalizando a posse de maconha em pequenas quantidades. Com esta nova lei a cidade de Washington (algo como nosso Distrito Federal) ficara apenas atrás dos estados de Colorado e de Washington (o estado outro lado dos Estados Unidos onde fica a cidade de Seattle) que liberalizaram a maconha, e do Alaska que não liberalizou mas onde não existe multa pela posse de menos de 28 gramas.

Se pensarmos friamente, maconha é apenas uma planta, assim como a erva cidreira ou as folhas de chá, que naturalmente seca e queimada produz uma fumaça que por alguns bons minutos relaxa, desinibe e aumenta a sensibilidade. Não parece fazer sentido trancar na cadeia junto a sequestradores, assassinos e estupradores alguém cujo único crime seja carregar no bolso um pouquinho desta planta para se divertir com amigos

Uma recente pesquisa do Pew Research Center indica que 52 por cento dos americanos são favoráveis a descriminalização da maconha e como resultado deste pensamento, além da descriminalização, 20 estados  já aprovaram a utilização medica de marijuana para os portadores de HIV, AIDS, esclerose múltipla, câncer e outras doenças debilitadoras que incluem até glaucoma. Sendo que em 14 destes estados os usuários de maconha para fins medicinais estão autorizados a plantar pequenas quantidades para seu próprio uso. Pelo jeito, Mujica não está sozinho nesta briga.

Marcelo Antinori – Brasileiro que vive em Washington. Economista e escritor, autor de “O húngaro que partiu sem avisar” e do “Macaquinho vestido de Napoleão”; ambos os livros disponíveis em Amazon.com.br e em Kobobooks.com.br. Email: Marcelo@marceloantinori.com.br

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + oito =

ao topo