Notinha

Essa saiu hoje na coluna de Woden, merece divulgação:

“Castro Alves

A melhor manchete da imprensa brasileira sobre a queda do ditador egípcio Hosni Mubarak foi a do jornal O Globo, de sábado, 11: ‘A praça derruba o ditador’.

Castro Alves aprovaria a manchete. Ele já fizera uma até mais forte e mais bonita: ‘A praça! A praça é do povo! Como o céu é do condor’. Quem sabe aquelas multidões reunidas na Praça Tahrir, no Cairo, não tenham se inspirado no grande poeta baiano?

Quando nas praças s’eleva/ Do povo a sublime voz…/ Um raio ilumina a treva./ O Cristo assombra o algoz… / Que o gigante da calçada/ Com o pé sobre a barricada / Desgrenhado, enorme, e nu, / Em Roma é Catão ou Mário,/ É Jesus sobre o Calvário, / É Garibaldi ou Kossuth. // A praça! A praça é do povo/ Como o céu é do condor/ É o antro onde a liberdade / Cria águias em seu calor.

Que bom seria se Castro Alves voltasse a ser declamado nas escolas. Ah, eu fui desse tempo…”

Jornalista e escritor. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Alessandro 16 de fevereiro de 2011 10:06

    A caravana da democracia segue enquanto os cães autoritários ladram…Próximas Estações: Tunísia, Irã, Iemen…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo