“O Artista” conquistou os BAFTA

E seguindo a tendência da época dos prémios de cinema, “O Artista” é o grande vencedor da edição deste ano dos BAFTA, os galardões da Academia Britânica de Cinema e Televisão, destacando-se cada vez mais na corrida aos Óscares. Os BAFTA são considerados uma antecâmara do que poderá vir a acontecer nos desejados prémios de Hollywood, que decorrerão no dia 26 de Fevereiro.

aqui

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. Alice N. 13 de fevereiro de 2012 8:07

    O prêmio para “O artista” é um reconhecimento merecido: por sua narrativa metalinguística, temos aí uma preciosa exaltação à própria história do cinema. Sem falar em sequências fantásticas, como o pesadelo do protagonista e o final do filme. Imperdível!

    • Tácito Costa 13 de fevereiro de 2012 9:43

      Alice, tive de ir ao Google checar se “A Toupeira”, nome dado em Portugal ao filme do diretor Tomas Alfredson, era o mesmo “O Espião que sabia demais”, nome que recebeu no Brasil, aliás mesmo nome do livro publicado anos atrás. Trata-se do mesmo filme com nomes diferentes. Como não vi alguns dos filmes que disputaram o Bafta não posso emitir uma opinião sobre a vitória de “O Artista”, mas pelos prêmios que arrebatou e opiniões que tenho lido, como a sua, parece que vai levar vários Oscars. Agora, entre “A pele que habito”, que é um bom filme, e “A separação”, eu votaria neste segundo. Sim, “O artista” já chegou na 7 Arte, mas quero assistir esse filme no cinema, tela gigante, mesmo sabendo que terei de enfrentar a horda de bárbaros com seus piscantes celulares e montanhas de comida – rs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo