O cinema de Oswaldo Caldeira em retrospectiva

Por Luciano Trigo

Retratar a realidade brasileira do passado e do presente e refletir sobre ela de forma crítica e independente são preocupações permanentes na filmografia de Oswaldo Caldeira, diretor de Ajuricaba (1977), sobre a colonização portuguesa na Amazônia; O Bom Burguês (1982), história de um banqueiro que desviava dinheiro para a resistência à ditadura militar; e O Grande Mentecapto (1987) – foto, adaptação do romance de Fernando Sabino.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo