O escritor que era o pesadelo americano

Católico de origem irlandesa, James Mallahan Cain sabia que a América não era o paraíso apregoado pelos moralistas. Os homens continuam fora do Éden, procurando escapar das tentações. Mas muitos continuam animais: dormem com as mães, outros com as filhas, outros roubam, alguns matam, numa eterna orgia de crime, sexo e violência. Foi este material que Cain trouxe para sua obra. Uma obra dura de digerir porque feita de pecados e pecadores. Lendo Cain, ninguém pensa em sonho americano, mas num pesadelo, que pode ser traduzido como o de todos nós.

aqui

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP