O Espírito das Listas e / ou da arbitrariedade do cânone

I Parte

” Há mais coisas entre o céu e a terra, Horácio, do que sonha a nossa vã filosofia.” Hamlet – Shakespeare

Dizer que qualquer lista é pessoal é dizer o óbvio. Dizer que é um exercício de livre arbítrio, isso faz parte do humano, também. Bom quando essa escolha vem amparada em engenho e arte e não só numa opinião pessoal sem critérios definidos.

Uma “lista de pensadores” não é somente uma lista de intelectuais ou fazedores de livros. Mesmo ai – seguindo esse critério – a lista dos 10 pensadores elaborada por Vicente Serejo estaria muito incompleta e sujeita a críticas.

É claro na lista apresentada, uma escolha pessoal valorativa para além do objeto proposto: uma lista de Pensadores Potiguares. Como são feitas as escolhas, como são elaborados os cânones não fica claro nessa e outras opiniões do cronista. São escolhas pessoais que ele tem todo o direito de expor Nihil obstat como qualquer um. Uma escolha que – fica claro – não segue critérios objetivos e claros de um pensador. É mais uma crônica, tudo bem. Mas não é uma análise crítica que avalia PENSADORES. O que é necessário para isso é esquecer o umbigo. “Ah aqueles Gregos …. sabiam ser superficiais – a partir da profundidade. “ Nietzche.

O cânone de Vicente Serejo DEFENDIDO pela maioria dos que aqui opinaram tem imensas lacunas nos que diz respeito aos pensadores norte-rio-grandense. Definitivamente não é o meu. Unanimidade aqui só Câmara Cascudo. Seus livros são restemunhas, Habent sua fata libelli ( Terenciano Mauro )

A lista -Serejo não leva em conta a enorme contribuição da academia nesse meio século, onde professores alunos produziram livros, teses e formaram alunos numa progressão geométrica do saber feito de um duro fazer cheio de engenho e arte. Trabalhos feitos por Pensadores e Estudiosos com abrangência internacional. Trabalhos de referencia não contemplados na pretensiosa lista dos 10 mais Pensadores. Um pensador é alguém que organiza o pensamento. Que sistematiza um saber. Que inova trazendo novas luzes ao saber de uma época. Um poeta ou escritor nem sempre é um pensador. O papel de um escritor não é defender uma ideia. Um escritor pode ideologicamente ser conservador (caso de Cascudo) e ter uma obra significativa para a Cultura.

Sem falar nas lacunas evidentes dessa lista. Faltam os restos do banquete. Faltam pensadores fundamentais. Impressiona mais pela falta que abrangência que retrata um cânone pessoal. Digo pessoal, e não de PENSADORES. Muito próprio de UM fazer jornalismo que se quer valorativo de um saber universal.

No Rio Grande do Norte, numa lista de pensadores, como não listar os nomes da educadora pioneira, escritora e poeta Nísia Floresta. Do grande escritor, educador e pioneiro Henrique Castriciano, que trouxe para nos o modelo da Escola Domestica. Do enciclopédico Padre Monte, para alguns o maior pensador do nosso estado. O grande escritor e pesquisador Jorge O`Grady e seu monumental Dicionário de Astronomia e Astronautica. A grande contribuição politica para a cidadania de um Djalma Maranhão e Moacyr de Góes, mentores de uma revolução educacional a Campanha de Pé no Chão também se Aprende a ler. Estudada posteriormente em tese pelo colega prof titular da UFRN José Willington Germano.

O Filósofo- Poeta Esmerado Siqueira que escreveu mais de duas dezenas de livros. Como não listar o trabalho gigantesco e enciclopédico de um Manoel Rodrigues de Melo.

Listando outros “pensadores” menos importante do seu cânone pessoal, o VS, não listou o trabalho escolástico do grande poeta Franco Maria Jasiello http://substantivoplural.com.br/franco-maria-jasiello/ ; e a poesia revolucionária de Jorge Fernandes.

O grande educador, o Padre José de Calazans Pinheiro: http://substantivoplural.com.br/padre-jose-de-calazans-pinheiro/ .

Entre os pensadores-poeta eu também destacaria A POESIA VERTIGINOSA do poeta e polemista Antônio Pinto:
http://substantivoplural.com.br/a-poesia-vertiginosa-de-antonio-pinto-de-medeiros/

Como esquecer na lista dos pensadores de um educador e político do porte de um José Augusto Bezerra de Medeiros. E um artista internacional da envergadura do Abraham Palatnik.

E o trabalho pioneiro do Dr Hélio Galvão sobre a Fortaleza dos Reis Magos e o Cancioneiro, completado com a obra fundamental do poeta Deífilo Gurgel.

Pensadores também foram Tavares de Lira, Djalma Marinho, Aluízio Alves, etc. Com grandes contribuições para a política e desenvolvimento do nosso estado.

Como alguém sugeriu, eu também elaborei uma lista pessoal sem pretensão de um cânone norte-rio-grandense. Onde tentei dividir por área do saber os meus escolhidos. Sei das suas lacunas. Sei também como é perigoso esse tipo de seleção. Mas é uma lista que está longe de elencar os pensadores de nosso estado. Uma lista lacunosa também sujeita a criticas:
http://substantivoplural.com.br/o-canone-potiguariograndensedonorte/

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 6 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − sete =

ao topo