O futuro do negócio de música, por Pena Schmidt

Pense em como mudou o mundo, em 2000 quem mandava era o Eminem, ainda não tínhamos emos e nem me lembro o que sucedia no Brasil. Já em 1990 não existia o mp3, o CD tinha acabado de enterrar o LP, Nirvana nascia e a Tinitus era um desejo apenas. Faz sentido? Nenhum. Porem as décadas anteriores, 80, 70, 60, 50, essas sim, tinham um roteiro, como era previsível a evolução do mundo, da juventude, da música popular depois do pós-guerra e durante a Guerra Fria.

aqui

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP